Proposta pedagógica

O Colégio Passo Certo – Unidade Growing e Colégio Passo Certo – Unidade Educação Infantil promovem, por meio de ações pedagógicas, o acesso aos conteúdos que tenham significado no processo histórico e social, capacitando os alunos a compreender e interferir na realidade em que estão inseridos.

As necessidades do aluno e da sociedade e a definição do caminho que juntos percorrerão são os elementos que norteiam as atividades do Colégio Passo Certo, tendo em vista a velocidade das mudanças em nível global e o impacto que a tecnologia de informação traz para a vida dos indivíduos.

A equipe Passo Certo assume, como orientadores de suas ações, os quatro pilares da educação, apontados pela Unesco:

1) APRENDER A CONHECER

Aprender a conhecer garante o aprender a aprender e constitui o passaporte para a educação permanente, na medida em que fornece as bases para continuar a aprender ao longo da vida.

2) APRENDER A FAZER

Privilegiar a aplicação da teoria na prática e enriquecer a vivência científica e tecnológica têm um significado especial no desenvolvimento da sociedade contemporânea.

3) APRENDER A CONVIVER

Aprender a viver coletivamente, desenvolvendo o conhecimento do outro e a percepção das interdependências, de modo a permitir a realização de projetos comuns ou a gestão inteligente dos conflitos inevitáveis.

4) APRENDER A SER

A educação deve estar comprometida com o desenvolvimento total da pessoa. Aprender a ser supõe a preparação do indivíduo para elaborar pensamentos autônomos e críticos e para formular seus próprios juízos de valor. Assim, ele é capaz de tomar decisões nas diferentes circunstâncias da vida. Esse pilar supõe, ainda, o exercício da liberdade de pensamento, discernimento, sentimento e imaginação, para desenvolver os talentos e permanecer, tanto quanto possível, dono do próprio destino.

Esses princípios norteiam toda a ação desenvolvida no Colégio Passo Certo e estarão presentes nas atividades do cotidiano, transformando em prática diária a “Estética da sensibilidade”, a “Política da igualdade” e a “Ética da identidade” e, assim, garantindo aos alunos o direito de aprender.

voltar ao topo