Ensino Bilíngue

Oferecer um segundo idioma como ferramenta de aprendizagem e de comunicação é o grande diferencial das escolas bilíngues.

No Ensino Bilíngue do Passo Certo, o segundo idioma não é somente uma disciplina – é uma ferramenta de aprendizagem e de comunicação que possibilita vivência global, que, de modo gradativo e contextualizado, respeita a faixa etária de cada aluno. Língua, cultura e costumes são integrados às aulas e à rotina, buscando-se constantemente uma verdadeira imersão.

A carga horária de Língua Inglesa ofertada ultrapassa 250 horas-aula anuais, superando a carga horária exigida pelo MEC. Os alunos têm de sete a nove aulas de Língua Inglesa por semana, mantendo-se, é claro, o cumprimento do Currículo Nacional Brasileiro – CNB.

O objetivo principal do programa bilíngue do Passo Certo é tornar os alunos fluentes na Língua Inglesa, considerando-se as quatro habilidades linguísticas: fala, audição, leitura e escrita. Para isso, é explorado um material de apoio importado e atrativo.

Esse trabalho é realizado diariamente, pois o contato frequente e o uso do idioma nas situações básicas do contexto escolar, dentro e fora da sala de aula, possibilita o preparo ideal para que os alunos possam vivenciar os mais diversos desafios que o mundo globalizado lhes apresenta.

Os alunos que estudam nos diferentes níveis de ensino da instituição fazem parte do mesmo programa, pois todos têm o direito de desenvolver sua competência linguística de acordo com suas potencialidades.

Em sala de aula, por meio do CLIL (Content and Language Integrated Learning), os professores trabalham em língua inglesa assuntos específicos das disciplinas de Ciências, História, Geografia, Matemática e Arte. Desse modo, os alunos têm a oportunidade de aprender um conteúdo específico tanto em português quanto em inglês.

Além da compreensão da gramática, regras e usos, os alunos desenvolvem a habilidade de se comunicar como genuínos falantes da língua, incorporando o idioma e não o esquecendo nunca mais.

Curiosidades sobre o Ensino Bilíngue
voltar ao topo